Home » » CUIDANDO

CUIDANDO























































Olá, bom sou C.A.Z, moro no litoral do pr, trabalho na area se segurança publica, 1,80 79kg, moreno claro olhos castanhos. A transgressora, minha vizinha, S.M 20 anos casadas morena clara corpo torneado, minha vizinha.

Talvez seja a troca de olhares, vizinhos, comecei a perceber que SM, me olhava demais, até que conversando no muro comentei que precisava de uma diarista em minha casa, e ela se ofereceu com um preço acessivel, achei que poderiamos firmar um acordo,e combinamos como seria feito a faxina, como trabalho por plantão quando cheguei de manhã nem quis saber de nada e fui dormir, la pelas 12:30 acordei com ela arrumando o meu quarto, e como estava somente de cueca, ela estava admirando o tamanho do volume na zorba, e começou a me dar indiretas.

Pelo fato dela ser casada, relevei a situação, por conhecer o corno tb. Passado algumas semanas ela começou a me telefonar e fazer algumas brincadeiras por telefone, juro que comecei a ficar muito excitado por aquela mulher gostosa, e não teve jeito. Arquitetei o plano infalivel, e não deu outra, troquei um plantão para pegar ela de surpresa, quando ela chegou na minha casa, já estava lá deitado na cama esperando ela entrar no quarto, no começo ela se fez de vitima, como todas se fazem, mas percebi que ela estava acesa, seus olhos brilhavam, ai comecei a massagear sua bucetinha por cima da bermuda de coton que ela estava usando, ela não aguentou e começou a brincar com o meu pau, sem chance quando cai na realidade, ela já estava mamando no meu cacete, eu estava indo a loucura chupava com vontade, mordia a cabeça dele que não aguentei senti que estava jorrando porra em sua boca, fui a loucura, começamos a nos despir ai foi so alegria, ja estava passando a mão no seu rabinho o dedo atolado naquela xana, quando ela se maravilhou quando abri suas pernas e introduzi meu caralho de uma so vez, senti que ela gemeu de dor, mas ficou firme, pedindo pica, mais uma vez comecei freneticamente um vai e vem, que quando percebi estava quase gozando novamente, diminui o ritmo, e ficamos brincando por algum tempo até eu começar a enfiar meu no seu rabinho, ela me disse que o seu marido não tinha muita vontade de fazer seu botãozinho.

Bom sem problemas sempre tenho vaselina liquida em casa, ai foi uma conversarada até convencela a soltar o rabinho, no começo realmente encontrei alguma resistencia, passado uns quinze minutos, a vadia já estava rebolando e socando tudo no rabo , confesso que não resisti muito tempo, e enchi o rabo dela de porra.

Bom hoje minha casa sempre está limpa,pois de gorjeta ainda ganho uma chupada ,e uma rabada, acho que sou bem acessorado.

Autor: CAZ FONTE: http://www.casadoscontos.com.br/texto/200901941
 
Support : Copyright © 2015. calcinhas deputinha - All Rights Reserved